5 de nov de 2011


“Vivemos em um mundo totalmente claustrofóbico, você não pode andar vagamente sem uma pessoa querer te apunhalar pelas costas, enfrentamos obstáculos dos quais nunca imaginemos passar antes, realizamos atividades das quais teremos desprezo em um futuro próximo ou distante; erramos, erramos e mais uma vez erramos; mas quando acertamos… ninguém pode conter nossa felicidade; precisamos saber com quem estamos lidando, pessoas que chegam muito rápido, algum interesse leva consigo, ou apenas foi-se de sua vida só para bagunça-la, mais do que já estava transtornada, as que permanecem e demora-se para conquistar, essas pode ter certeza que é um tesouro. E quando temos nossas recaídas, devemos aproveitar o que um porre nos causa,esquecimento momentâneo, e uma dose tripla de risadas, podes até chamar de felicidade.” 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário :))