4 de mai de 2011

- Noite


Digamos que meu dia ontem não foi muito proveitoso. E ao tentar fechar os olhos e dormir eu só me lembrava de seu olhar fixos em mim. Eu talvez sempre soubesse o que você estava pensando. Talvez eu sempre soubesse que não duraria o tempo que realmente esperávamos. E quando eu estava praticamente dormindo meu telefone toca. Na verdade era um sms seu, cheios de palavras doces e frustrantes, naquele momento eu soube mais ou menos o que o Mack queria dizer com sua Grande Tristeza é algo que te domina, há um nó em sua garganta, lágrimas já se tornaram comuns em meus olhos, você ouve soluços de choro em seu quartos e percebe que sim, eles estão vindo de você, como aquela sensação ruim dominava seu corpo e te deixa tomada de angustia, raiva, medo, tudo aquilo que você mais temia um dia se concretizou e você sabe que nada que você faça poderá mudar, aquela sensação de que seu coração estava em minha boca, que cada pulsação que ele dava parecia que ia colocá-lo para fora, essa sensação ainda me persegue, ainda me vem a lembrança. Minha alma não parecia se conter de tal pecado, toda a sensação angustiante me dominava, de certo modo era como se fosse minha anestesia própria, sendo estranho sentir como se eu gostasse, como se eu  deliciasse o peso de minha culpa. De alguma maneira insana me senti humana e ao mesmo tempo desumana, por ter cometido tal erro, o que me diferenciava de um robô complexo. Desumana por ter cometido um erro, logo contigo, o que eu mais poderia querer de melhor para mim? Serei realista, jamais encontrarei alguém a seu alcance.
E quando você menos espera alguém entra no seu quarto e pergunta por que você não dormiu ainda, se você está bem, você diz que sim escondendo seus olhos vermelhos e choro aparente, essa pessoa que agora te olha finge não saber de nada, por mais que ela saiba o motivo do qual você chora ela prefere não se meter, não mais. Agora você está sozinha em seu cômodo, olha a volta, vê aquele caderno com promessas vazias, frases de amor, que agora viraram pó pelo tamanho de minha culpa. Em menos de um instante você percebe que já é de manhã, e que essa noite não foi nenhum pouco perfeita, você agora precisa de algo que te ligue ao mundo, pois tudo aquilo que estava acostumada se foi, você vai a escola, vê as mesmas indivíduos de idiotas de sempre, os mesmos professores estúpidos de sempre, os mesmos colegas de sala bobos e que não medem as suas conseqüências e vê que em nenhuma hipótese quer ser como eles. Então siga em frente, aproveite sua vida, cometa erros, pecados, se arrependa deles, depois de um tempo sorria e aprenda ser uma pessoa que mereça talvez a confiança de alguém, essa é a única dica que tenho para dar hoje.


Por: Mariane Alfradique - Se pegar da créditos.
 " Que o nosso amor pra sempre viva minha dádiva, quero poder jurar
   que essa paixão jamais será palavras apenas, palavras pequenas" ♪♫


                                                    

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário :))